Como funcionam os Programas de 5S e as Boas Práticas de Fabricação (BPF)?

Como funcionam os Programas de 5S e as Boas Práticas de Fabricação (BPF)?

Todas as empresas precisam ter disciplina e organização para que o trabalho seja realizado da melhor forma e que seja bom para empregadores e colaboradores. Pensando em alternativas que facilitem esse trabalho, há alguns programas como o do 5S e de Boas Práticas de Fabricação.
Programa de 5S: o que é e como funciona?
É uma metodologia japonesa, assim denominada, por suas palavras bases: Seiri (utilização), Seiton (arrumação), Seiso (limpeza), Shitsuke (disciplina) e Seiketsu (higiene).
O objetivo é fazer que toda empresa se volte para a qualidade por meio da organização e disciplina dentro do ambiente empresarial. O planejamento sistemático permite que os efeitos sejam imediatos: mais produção, segurança, motivação e competitividade.
Compreende desde layouts de escritório, organização e manutenção de móveis e materiais, até disponibilidade de dados e informações eletrônicas em um computador. Focado na melhoria contínua, é um programa de caráter participativo, sendo uma ferramenta para educar as pessoas de forma fácil, simples e efetiva dentro e fora do ambiente de trabalho.
A implantação do programa de 5S se dá pela:
– Divulgação: por meio de palestras, reuniões e apresentações, conscientizar os funcionários da sua importância e dos seus ganhos;
– Preparação: cada setor deve implementar o 5S separadamente para melhores resultados;
– Implantação: em cada setor deve ser analisadas cinco perspectivas de atuação: layout, máquinas e equipamentos, instrumentos, documentos e acessórios administrativos;
– Manutenção: manter o programa no dia a dia da empresa para a organização, limpeza e ordem conquistada estejam sendo respeitadas.
Programa 5S: quais os principais benefícios?
– Mais organização e produtividade;
– Redução de despesas e um melhor aproveitamento de materiais;
– Aumento da qualidade na produção;
– Queda nos acidentes de trabalho e das doenças trabalhistas;
– Pessoas mais satisfeitas.
Boas Práticas de Fabricação (BPF): o que são e como funcionam?
As Boas Práticas de Fabricação são um conjunto de princípios e regras para o correto manuseio dos alimentos, que valem desde lidar com a matéria-prima até com o produto final para garantir a segurança e integridade do consumidor.
São pensadas para determinar um padrão de identidade e de qualidade do produto, cuja eficácia e efetividade devem ser avaliadas por meio de inspeção e/ou investigação. É considerado o programa base para a adoção de outros sistemas de qualidade na indústria de alimentos.
O BPF é submetido periodicamente à auditoria para avaliar a efetividade do sistema, por meio de coleta de informações, observações e revisão dos registros no local e análise das ações planejadas, garantindo desta forma a inocuidade do alimento.
Um processo de produção devidamente organizado e ordenado dentro dos princípios estabelecidos dos BPF facilita a gestão de fabricação em toda cadeia de produção para permitir a identificação de falhas operacionais ou administrativas, que possam ocorrer durante o processo produtivo. O que facilita e otimiza os custos de correção, reduzindo ou eliminando os prejuízos operacionais, que possam prejudicar e contribuir para inviabilizar o negócio.
As BPFs são obrigatórias pela legislação brasileira para todas as indústrias de alimentos. Além disso, as portarias 326/97 e 368/97 do Ministério da Saúde estabelecem o “Regulamento Técnico sobre as Condições Higiênico-Sanitárias e de Boas Práticas de Fabricação para Estabelecimentos Produtores de Alimentos”.
Gostou do texto? Saiba como a Dual pode ajudar a sua empresa a incluir esses programas em sua rotina. Acesse o nosso site e contate-nos!

Leia também: Iniciativas sustentáveis possuem impacto direto no desempenho da empresa

No Comments

Post A Comment

× Como podemos ajudar?